Ao Vencedor as Batatas 2

 

images (2)

 

Para Greny:

 

“Supõe tu um campo de batatas e duas tribos famintas. As batatas apenas chegam para alimentar uma das tribos, que assim adquire forças para transpor a montanha e ir à outra vertente, onde há batatas em abundância; mas, se as duas tribos dividem em paz as batatas do campo, não chegam a nutrir-se suficientemente e morrem de inanição. A paz, nesse caso, é a destruição; a guerra é a conservação. Uma das tribos extermina a outra e recolhe os despojos. Daí a alegria da vitória, os hinos, aclamações, recompensas públicas e todos os demais efeitos das ações bélicas. Se a guerra não fosse isso, tais demonstrações não chegariam a dar-se, pelo motivo real de que o homem só comemora e ama o que lhe é aprazível ou vantajoso, e pelo motivo racional de que nenhuma pessoa canoniza uma ação que virtualmente a destrói. Ao vencido, ódio ou compaixão; ao vencedor, as batatas.”

(ASSIS, Joaquim Maria Machado de. Quincas Borba. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 1997. p. 648-649.)

A citação  da filosofia HUMANITISTA do Quincas Borba é  uma ironia do mundo real. Uma oposição  ao HUMANISMO. A forma como ele justifica  a guerra não  se daria no mundo real como uma ciência, mas retrata exatamente como as pessoas se comportam em relação  à atitudes. O BBB seria um retrato desta ironia aparente, porém  literal, do telespectador. As torcidas se portam como as tribos, enaltecendo a trajetoria dos  seus favoritos, desprezando completamente os seus adversários. Romantiza qualidades inexistentes e suprimem seus defeitos e a coerência  da participação  do favorito em si.

Quando eu usei Macunaíma como referência  à Gleici, usei exatamente porque, como no livro, ela vem do norte, tem um biotipo que representa a brasilidade, mas se apresenta como uma mocinha abaixo de qualquer crítica. Movida a um individualismo e uma hostilidade  com o próximo tamanhos em termos de convivência, que mais justificam os votos nela do que tornam coerentes as suas argumentações  na vitimização.

A sonsice ali grita. Seu jogo foi de queimar seus aliados nas votações, preservando o trio do namorado que perseguia o Mahmoud. Apenas votava em quem votava nela.  E mesmo sem uma capacidade de diálogo  e de percepção, afundou o jogo da Ana Clara, que se ligou a ela por mera compaixão  ou intenção  de não deixar existir uma rejeitada, dificultando tudo que construiu e sem que, com isso, demonstrasse uma afetuosidade da Gleici. Ela não  cativa. Ela não  desperta nem demonstra afeto. Por diversas vezes, ela entra no looping do ” fulano vota em mim”, quando a amiga queria falar de si e do seu jogo. Ela não  devolve a bola. Não  interage. Diferente da Jessica e do Kaysar, por exemplo. A torcida dela não  entende isso. Joga com  o pretenso preconceito de quem critica. Não  com a verdade que ela apresenta. A Gleici  não  tem  genuidade.

O Kaysar, chamado de fake, tem uma personalidade coerente. Efusivo, hiperativo, sim, mas tem carisma. Tem o que falta a Gleici : civilidade, respeito, humildade, a honestidade e a boa fé. As pessoas falaram que ele quis enfrentar a Jéssica. Ele não  quis. Ele não  quis votar na família  por motivos óbvios  e extra-casa. E não  quis enfrentar a Gleici e votar nela. O voto nela pra salvar o Diego pesou. E não  precisa ser um idiota de Dostoiévski pra isso. Até porque esse “idiota” não  é  burro, é  louco. Na literatura, louco é  quem se autoafirma como ser humano. Opõe-se à  sociedade. Exatamente isso que ele é  hoje na casa: um contraponto. Aquele que destoa dos demais. Aquele  que desperta a necessidade dos outros de argumentarem o seu desmerecimento como vencedor.

Então, parafraseando Clarice Lispector, em  A Hora da Estrela, o Kaysar ė o diferente. Um corpo estranho, muitas vezes menor do que uma célula, mas que movimenta um organisno inteiro para combatê-lo e impedir que se fortaleça.

 

Advertisements

4 thoughts on “Ao Vencedor as Batatas 2

  1. Kaysar desperta amor, o restante nao.
    E ele nao precisa fazer nada, absolutamente nada pra isso.
    Eu nao compreendido direito sobre as batatas, pra mim era somente o premio pela vitoria na guerra,nao havia feito a analogia e a critica.

  2. E a pergunta do Thiago pro Ayrton se o voto do Kaysar doeu ele mexeu com eles.
    Justamente por algo extra entrar pra manipular e praticamente obrigar eles a tomar outro rumo.
    Como foram ingenuos beirando a burrice!!!
    Por outro lado tambem nao tinham como prever o voto da Paula na Familia!!
    O bbb desperta essa ira na gente, é algo inexplicavel.
    como isso faz a gente sentir raiva.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s